ERP moderno e amigável, fácil de operar.

 

Com o MarkupEmpresa você gerencia seu negócio de maneira fácil e rápida.

 

Como conseguir capital de giro

Incertezas sempre rodeiam qualquer empreendimento, e diante de cenários instáveis um bom planejamento financeiro é essencial. E se você está passando por um desses momentos de incerteza que volta e meia assombram a vida dos empreendedores, saiba que não é hora de desanimar, pelo contrário, quando a corrente contrária estiver forte é justamente a hora em que devemos triplicar os esforços. Você, como empreendedor sabe que começar ou tocar um negócio significa que, muitas vezes, vai passar por momentos de pressão e dificuldades.

E se a falta de recursos para saudar os compromissos está tirando sua tranquilidade, fique conosco, neste artigo vamos te mostrar algumas formas de conseguir mais capital de giro para dar aquele fôlego para o seu negócio.

RELACIONADO: Como calcular Capital de Giro

Antes de mais nada, por mais que o momento seja ruim, fique o mais longe possível das alternativas que disponibilizam linhas de crédito com juros altíssimos prazos de carência pequenos e amortização menor ainda. Essa é sem dúvida uma das piores soluções a que você pode recorrer para resolver o problema de capital de giro do seu negócio. É possível fugir dessas armadilhas e buscar melhores oportunidades, mais rentáveis e que possam ajudar sua empresa a sair da crise.

Veja aqui algumas delas:

1- Antecipação de recebíveis

Uma boa alternativa para conseguir crédito para capital de giro é a antecipação de recebíveis, se sua empresa tem contas a receber para os próximos meses, nesta modalidade de 'empréstimo' você recebe os valores antes que os clientes façam o pagamento. Basta contatar o seu banco ou mesmo alguma outra instituição financeira que ofereça esse tipo de operação em troca de uma taxa de juros que fica entre 3% e 12% ao mês. Mas preste muito a atenção, evite a todo custo usar esse tipo de financiamento como forma de gerar caixa normalmente na sua empresa. Financiamento e antecipação de recebíveis não é a solução para fluxo de caixa problemático.

2- Empréstimos em fintechs

Mas se seu negócio ainda não tem nenhum recebível, uma maneira de obter ou aumentar seu capital de giro é buscar um empréstimo em Fintechs de crédito. É possível encontrar taxas de juros mais atrativas nessas empresas e isso se deve ao fato de que em geral, as fintechs contam com estruturas operacionais mais enxutas, menor custo operacional. Fintechs operam em plataformas digitais, algo totalmente diferente das super estruturas dos bancos tradicionais com suas agências caras e um grande quadro de pessoal. E apesar de operarem exclusivamente no meio digital essas empresas são plenamente confiáveis.

Uma coisa interessante encontrada nas fintechs de crédito é a capacidade de fazer análises de risco de forma personalizada, ao contrário dos bancos onde os clientes estão classificados por perfis semelhantes. O que acaba sendo um problema para os clientes, já que mesmo você sendo um bom pagador e tendo um score alto pode acabar pagando juros mais altos, devido ao fato de que os bancos repassam aos clientes, bons pagadores, o prejuízo causado pelos inadimplentes.

3- Empréstimo P2P

A modalidade de empréstimo P2P, é um tipo de empréstimo coletivo que conecta o tomador do crédito ao investidor através de uma plataforma digital, sem intermediação bancária. A grande vantagem nessa forma de crédito, além da burocracia ser bem menor, são os juros menores do que a média cobrada pelos bancos tradicionais. Essas empresas de empréstimo coletivo realizam uma análise de crédito para ver se devem emprestar o valor e, na sequência é feito um acordo sobre a taxa de juros cobrada, além do prazo do financiamento.

Para os pequenos empresários, que realmente precisam de crédito, a modalidade P2P pode ser uma boa alternativa. É possível acessar recursos financeiros para investimento inicial, capital de giro, expansão da empresa, compra de máquinas e até a antecipação de receitas além de outras modalidades de crédito.

4- Empréstimos em bancos públicos

Você também pode optar pelas instituições financeiras que ofereçam a modalidade de financiamento para capital de giro através do BNDS. E neste caso, a instituição empresta o valor para que o empreendedor possa aplicá-lo especificamente para resolver o problema de falta de capital de giro. Para saber como acessar este tipo de financiamento é preciso contatar o maior número possível de instituições financeiras que estejam oferecendo este serviço, pois as linhas de crédito e as taxas de juros tem variações e você precisa garimpar as mais vantajosas para o seu negócio.

Como evitar que o capital de giro acabe complicando a vida da sua empresa?

Alguns eventos externos não podem ser previstos, e mesmo que você não perceba que a ameaça está se aproximando, isso não quer dizer que ela não está chegando de fato. Ainda assim sabemos que é impossível antecipar todas as ameaças, o tempo todo. Então, ter um bom controle do fluxo de caixa é sempre a melhor atitude. Dessa forma, é possível visualizar o problema antes que ele aconteça.

Procure controlar o fluxo de caixa e gerenciar os recebíveis, além de reduzir as despesas ao máximo. E se mesmo assim precisar captar recursos com terceiros, planeje a captação antes que o negócio esteja realmente no vermelho, isso auxilia na hora de acessar linhas de crédito com taxas menores e prazos mais longos. E tenha em mente que quanto maior a organização e o planejamento mais fácil será para sua empresa seguir em frente.

Ter controle de custos eficiente é importantíssimo para a saúde da sua empresa, assim teremos uma visão mais ampla e completa da saúde financeira do negócio. Para ter mais controle e uma visão mais clara sobre o seu fluxo de caixa implemente um sistema de gestão moderno e amigável na sua empresa. Conheça o MarkupEmpresaClique aqui e faça um teste por 10 dias sem compromisso.

Compartilhe

Receba dicas incríveis para bombar as vendas do seu negócio.

Topo